Por que algumas pessoas são mais inteligentes?

Existem, pelo menos, três razões. A primeira é a herança genética: cerca de 75% a 85% da variação de QI entre os adultos vêm dos genes que herdamos. Isso foi comprovado cientificamente de diversas maneiras, embora o teste de QI meça apenas alguns tipos de inteligência.
Geralmente relacionado com a performance na escola ou no trabalho, o QI não verifica as inteligências emocional e musical, por exemplo. Outro aspecto que precisa ser observado são os fatores ambientais, incluindo as condições no útero da mãe, danos durante o parto, nutrição ao longo da vida, doenças e outros estressores.
Porém, as ideias e conceitos (os chamados “memes”) que as pessoas carregam as tornam mais ou menos inteligentes. Isso inclui os idiomas que aprenderam e a educação formal. Os memes são ferramentas para pensar, o que significa que crianças expostas ao pensamento crítico, argumentos hábeis e ao desejo de conhecimento terão maneiras melhores de reunir novas ideias e se tornarão adultos mais inteligentes.

Revista Conhecer – Para Mentes Curiosas.

@giselecgs

Anúncios

Controle da Mente

@giselecgs

Cérebro de músicos é altamente desenvolvido

Nova pesquisa mostra que os cérebros de músicos é altamente desenvolvido, de modo a torná-los mais atentos, interessados em aprender mais, dispostos a ter a mente mais aberta, serem calmos e até mesmo mais brincalhões. As mesmas características foram encontrados anteriormente entre atletas de elite, gestores de nível superior, e indivíduos que praticam meditação transcendental.

O novo estudo foi realizado por Fred Travis, da Universidade Maharishi de Gestão dos EUA, Harung Harald, Oslo University College, na Noruega, e por Lagrosen Yvonne, da Universidade West, na Suécia. Eles relatam o alto desenvolvimento da mente, e parece que isso representa um potencial de base para se tornar realmente bom em alguma coisa. Para visualizar a publicação, clique aqui.

Os pesquisadores analisaram o desenvolvimento cognitivo de músicos de várias maneiras. EEGs revelaram padrões especiais na atividade elétrica cerebral, com atividade bem coordenada dos lobos frontais, sendo estes responsáveis pelas funções superiores do cérebro, tais como o planeamento e o pensamento lógico. Outra característica é que a atividade em uma certa freqüência, denominada ondas alfa, é dominante. As ondas alfa ocorrem quando o cérebro junta detalhes em totalidades. No entanto, uma outra medida de EEG mostra que esses indivíduos com alto desenvolvimento cognitivo utilizam os recursos de seus cérebros de maneira econômica, ou seja, são atentos e prontos para a ação quando ela é funcional para uma determinada situação, mas são relaxados e adotam uma postura de “esperar para ver” quando esta atitude é mais requerida.

Dois questionários também são usados ​​para medir o desenvolvimento da mente. Um é relacionado ao raciocínio moral, e o outro visa avaliar as chamadas experiências de pico, descritas como um nível superior de consciência no qual há sentimentos intensos, como o de transcender limites. Indivíduos com alto desenvolvimento cognitivo, como os músicos, apresentam muitas dessas experiências de pico, e mostraram maior pontuação em ambos os questionários.

Fred Travis enfatiza que tudo o que fazemos muda nosso cérebro. A meditação transcendental e o ato de fazer música são atividades as quais as pessoas deveriam se dedicar se elas desejam mudar sua mente em uma direção certa. “Se você é muito invejoso, bravo ou uma má pessoa e se esta é a maneira como você também enxerga o próximo, isto será reforçado em seu cérebro. Mas se você é expansivo, aberto ou solidária com os outros, haverá conexões diferentes.”, diz o pesquisador.

Fonte: http://www.sciencedaily.com

Artigo original:

Travis F, Harung HS, Lagrosen Y. Moral development, executive functioning, peak experiences and brain patterns in professional and amateur classical musicians: Interpreted in light of a Unified Theory of Performance. Conscious Cogn. Apr 18, 2011.

@larissaomfaria

"Um simples cérebro, sendo bem mais longo do que o céu, pode acomodar confortavelmente o intelecto de um homem de bem e o resto do mundo, lado a lado." Emily Dickinson
"Deve-se ler pouco e reler muito. Há uns poucos livros totais, três ou quatro, que nos salvam ou que nos perdem. É preciso relê-los, sempre e sempre, com obtusa pertinácia. E, no entanto, o leitor se desgasta, se esvai, em milhares de livros mais áridos do que três desertos." Nelson Rodrigues
"Cada um pense o quiser e diga o que pensa" Espinosa
"O animal satisfeito dorme" Guimarães Rosa
%d blogueiros gostam disto: