From Hell?

Alguns trechos do texto de Renan Lima modificados do blog A Bíblia do Rock

Boa leitura!

@larissaomfaria

SATANISMO,OCULTISMO E ALGUMAS LENDAS

Não se sabe ao certo quando, nem porque, mas o boato começou e tomou força constante, até se tornar uma coisa de conhecimento geral e depois um estigma. Desde que o Rock N’ Roll apareceu ao mundo ele foi acusado pela mídia de massa e pela Igreja Católica Apostólica Romana de ocultista e satânico. Como grandes poderes influentes na Sociedade, as pessoas começaram a repetir a lenda e criar o estigma, resultando na ignorância e conformismo que se alastrou até hoje, vindo de pessoas que simplesmente julgam-no de satanista.

Este artigo irá explorar mais isto e falar sobre mais coisas, como astros do Rock que tinham uma ligação real com ocultismo, porque rockers sempre gostaram deste assunto, e porque ele continua sendo vítima de preconceito até hoje.

Um ritmo contra uma legião

É muito claro que o Rock sempre foi um estilo de música libertador. Ele sempre quis falar o que tinha vontade, sem se importar com a reação negativa das pessoas e ainda questionar os dogmas sociais. Ele nasceu com o objetivo de ser o porta-voz das pessoas que estavam cansadas das opressões que sofriam por parte da sociedade, que na época tratava humanos como pássaros engaiolados. Estas pessoas encontravam no Rock mensagens de diversão, revolução e liberdade. Isso foi suficiente para que as pessoas presas na Caverna de Platão começassem a rejeitá-lo. Então quando o Rock quis falar sobre Ocultismo, a Igreja deu sua sentença inquestionável: “O Rock é do Diabo”.

Esta atitude da Igreja não é pura e simplesmente uma atitude instintiva, preconceituosa e retrógrada, comparável à época da Inquisição. Pessoas eram julgadas e queimadas na fogueira apenas por gostarem de gatos pretos (fazer o quê), e anos depois, na década de 1965 foram julgadas novamente por gostarem de um estilo musical diferente dos outros. Além de condenar as ideias libertárias do Rock, a toda poderosa Igreja aproveitou de sua influência moral para fazer os cegos acreditarem que todo o Rock era diabólico.

Um dos principais argumentos que sustentam essa ideia era de que o Rock é hedonista, ou seja, se prendia e gostava dos valores mundanos, se afastando dos ensinamentos de Deus. A frase “Sexo, Drogas e Rock N’ Roll” seria uma afronta aos preceitos que a Igreja prega, e era mais do que pecado, uma heresia. A Igreja diz ainda que o Rock também é a favor do individualismo, a própria vontade acima da vontade dos outros. Esta atitude dá lugar à desunião e, como dito, ao egoísmo, que é uma das virtudes satânicas. A Igreja falou mais abobrinha e afirmou que Aleister Crowley, famoso satanista que influenciou várias pessoas no século XX, considera o individualismo como um resumo de sua frase característica: “Faz o que tu queres, há de ser tudo da lei”, associando essa frase ao Rock.

A Caça as Bruxas e a Inquisição foi reaberta, e várias bandas foram acusadas de servir a Satan. Entre elas:

Black Sabbath
Logo o pai do Heavy Metal. A banda foi acusada de demoníaca por ser a primeira banda de Heavy Metal que falava de ocultismo em suas letras, uma novidade na época. A “diabolicidade” da banda era mais evidente nas capas dos discos, na roupagem soturna proposital da banda, e um fato marcado na história do Rock: quando Ozzy Osbourne mastigou a cabeça de um morcego em um show. A história que os cristãos xiitas fizeram sobre este acontecimento é tão absurda que nem merece ser mostrada por não se sustentar sozinha.

Led Zeppelin
O Led foi acusado de pacto quando uns enxeridos colocaram a música “Stairway To Heaven” ao contrário e acharam Mensagens Subliminares de satanismo (mais detalhes abaixo). Outro fato que sustenta as acusações de pacto foi quando Jimmy Page, guitarrista da banda, comprou a casa que Aleister Crowley morava, sendo a suposta razão pelos acidentes que aconteceram com a banda.

Eagles
Falando um pouco sério agora… os Ursinhos Carinhosos são mais demoníacos que o Eagles. Mas como a Igreja queria provar que nem tudo era o que parecia, acharam MS (mensagens subl.) na música “Hotel California”, que segundo a “Casa do Senhor”, dava a localização da sede da igreja satânica da Califórnia, que anteriormente era um hotel (explicando também o título da música).

The Doors
A causa pelo Doors estar nesta lista é que Jim Morrison se casou em ritual pagão com uma feiticeira, e dizia que era o hospedeiro de um shaman, um espírito de um índio feiticeiro.

Alice Cooper
Segundo a Igreja, Alice tinha uma imagem satânica por causa de sua maquiagem (pra eles maquiagem é do demônho!), e pelo seu nome artístico “Alice Cooper” ter sido sugerido por um espírito que fez contato com o cantor, quando este estava jogando o Jogo do Copo.

Iron Maiden
A super banda está nesta lista por causa de seu terceiro CD, intitulado “The Number of The Beast”, e pelo mascote da banda ser um zumbi, o simpático Eddie.

Mercyful Fate
Agora entramos num terrritório perigoso, pois o Mercyful Fate é do Black Metal, algo satânico assumido, e portanto, a única banda até agora que fala de satanismo declarado. O vocalista King Diamond (que fez carreira solo) dizia que dormia em um caixão e que podia falar de trás pra frente. E a imprensa acreditava! Se bem que qualquer pessoa pode falar asa, ovo, arara, só nós…

KISS
Na mente doentia dos paranóicos, Kiss seria uma sigla que significa Knights In Satan Service, Cavaleiros a Serviço de Satan. E mais adiante, quando o Kiss foi fazer show aqui no Brasil, os aproveitadores (igreja evangélica) falaram que a banda fazia sacrifícios de animais no palco, principalmente de pintinhos, mesmo que nenhum animal tenha pisado no palco (além dos roadies e contra-regras…).

Algumas verdades

1. Ninguém que estuda ocultismo é necessariamente satânico
Isto é tão óbvio para pessoas comuns…não é que uma banda fale do Tinhoso numa música que ela é adoradora do Coisa-Ruim. Falar e pesquisar assuntos que não sejam totalmente cristãos traz muitos benefícios, enriquece a inteligência, a cultura e forma opiniões. Vamos dizer que… qualquer pessoa que segue uma religião cegamente fica cego para o mundo. Isto não é saudável para a mente humana, pois ela precisa pensar, conhecer coisas novas. Assim qualquer pessoa cristã pode pesquisar sobre satanismo e conhecer suas doutrinas e crenças. Se ela quiser depois escolher a crença cristã, satânica ou quiser ser ateia depois disso… é escolha pessoal. Livre Arbítrio serve pra isso.

2. Não se deve julgar um grupo inteiro baseado em um único membro.
Tudo bem, Jim Morrison se casou em um ritual pagão e o Iron Maiden citou o número da Besta em seu disco. Porém, não dá pra dizer que o estilo musical que eles pertencem é satânico. Um só não representa um grupo. Um exemplo: se dissessem que os Cavaleiros do Forró fazem apologia aos Cavaleiros do Apocalipse, daria pra dizer que o Forró é satanista?

3. Liberdade de expressão deve ser respeitada.
Rock é arte, música. Ninguém consegue interromper uma corrente, ninguém pode calar o pensamento humano. Não se deve censurar um estilo musical porque ele quis falar de um assunto que não é aceito pela maioria. Liberdade de expressão existe por um motivo: garantir que todos tenham o direito de expor suas idéias.

4. Os artistas tem imagem “satânica” exatamente para gerar polêmica.
Essa é a maior verdade de todas! Os artistas e bandas, sabendo que as pessoas estavam criticando o Rock por causa da sua “mensagem satanista”, continuaram a irritar e levar extremistas à crise de nervos. Como o Rock queria mesmo quebrar as barreiras e causar polêmica em pessoas normais, a técnica deu certo! Não havia mais nada a fazer se não continuar com isso.

Mensagens subliminares

Aí está uma lenda que merece uma atenção especial. Todos já ouviram falar em mensagens subliminares em músicas famosas, não é? Então este tópico vai mostrar todo o boato na íntegra, sem erros.

A partir das mensagens subliminares que encontraram na música “Stairway to Heaven”, a Igreja disse que as bandas de Rock (ela não especificou quais) faziam pacto com o Diabo em troca de sucesso, dinheiro e fama. Mas que esse pacto funcionasse, ele deveria ser secreto. Você daria audiência para um ídolo que assumiu ter feito pacto? Não, né? Então. Mas a Bíblia tem um versículo que diz que “não há nada escondido que não venha a ser revelado” (Mt 10:26), e assim as evidências do pacto eram descobertas nas músicas do artista, colocando-as ao contrário.

O povo chamou as mensagens satânicas do Led de mensagens subliminares, mesmo que o caso do Led não tenha a mínima relação com o termo real. Bem, pra quem não sabe…

Mensagem subliminar é toda mensagem que não é captada pelo consciente, apenas pelo subconsciente. Como estas mensagens vão pro sub-consciente e não as percebemos, o cérebro não tem resistência contra elas, e assim, eleas ganham o poder de persuasão. Ou seja: nos manipula a ação que a mensagem subliminar manda.

Agora que a enrolação acabou uma introdução para entrar no assunto foi feita, aquie estão os casos mais famosos de MS achadas no Rock:

Beatles – Rain
Colocando o final de “Rain” invertido, o primeiro verso da música é repetido. Mas é bom esclarecer que isto foi proposital. O Diabo não quis decodificar sua mensagem ao contrário em “Rain”, como os cristãos xiitas dizem. Aliás, a maioria das mensagens subliminares citadas a seguir também são propositais.

Eagles – Hotel California
São encontradas várias frases com referência ocultista, inclusive uma: “Yes, Satan”. Isto não foi proposital, mas se trata de uma Coincidência Fonética. Ou seja: a frase que ouviram não tem sentido, mas é parecida com “Yes, Satan”.

Pink Floyd – Empty Spaces
Esta mensagem subliminar também proposital diz: “Congratulations! You have just discovered the secret message! Please send your answer to the Old Pink. Care of the old farm. Chalfont” (Parabéns! Você descobriu a mensagem secreta! Por favor mande sua resposta ao Old Pink cuide da velha fazenda. Chalfont). Esta MS se trata de um jogo no estilo “Road Game” que o Pink Floyd criou. E não tem nada de Satan aí, tem?

Led Zeppelin – Stairway to Heaven
Lá vamos nós com mais mensagens subliminares propositais. Existem vários versos: “Oh, it’s my sweet Satan” (Oh, é meu doce Satan); “The one will be the path would make me sad whose power is Satan” (Único será o caminho que me fará triste, cujo poder é Satan); “wish it would snow” (gostaria que nevasse); “six,six,six” (seis, seis, seis); “He will skin the door with newt, fantastic! And all the lizards and all the snakes they will suffer, saint Satan” (Ele esfolará a porta com newt, fantástico! E todos os lagartos e cobras eles vão sofrer, santo Satanás); “I really am the satan?” (eu sou mesmo o Exú?); “I will sing because I live with Satan” (Eu vou cantar porque vivo com Satanás); “The lord turn me off” (O senhor me desliga). Talvez essa música tenha batido o recorde.

Ozzy Osbourne – Suicide Solution
A MS presente nessa música é incrível, e é a única que faz efeito de verdade. Depois de acusações de pessoas que achavam que “Suicide Solution” influenciava jovens a se suicidar, o Institute for Bio-Acoustic Research foi contratado por grupos evangélicos para examinar a música. O resultado impressionou: haviam MS que estavam gravadas em uma frequência baixíssima para os ouvidos humanos (e não uma baboseira ivertida)E a mensagem é: “Why try? Why try? Get the gun and try! Try it! Shoot! Shoot! Shoot!” seguido de uma risada. (Por que não tentar? Peque a arma e tente! Atire! Atire!). E ainda haviam frequências sonoras especiais que aumentavam o poder de influência da mensagem subliminar.

Curiosamente a música “Suicide Solution” não fala de suicídio como muita gente pensa (incluindo os fãs de Ozzy). A música fala de alcoolismo, e foi escrita por Ozzy quando o vocalista do AC/DC Bon Scott morreu de coma alcóolico. A palavra “solution” (solução) do título tem o sentido de “mistura”. Portanto o título não sugere que a “solução é o suicídio”, e sim que Bon Scott teve uma “solução suicída”, que ele bebeu até morrer. Este fato pode ser confirmado em todas as páginas da internet de tradução de letras, inclusive o Vagalume.

Agora que você viu os exemplos mais famosos e viu que a todas as MS eram propositais, você está preparado para a verdade: Nenhuma banda citada fez pacto, e todas as mensagens foram feitas propositalmente segundo uma técnica de gravação chamada Backward Masking, onde as frases são feitas ao contrário da gravação no sentido original.

Mas por que os músicos se davam ao trabalho de colocar frases ao contrário nas músicas, se todo mundo ouve do jeito certo? A explicação é que, por causa da lenda das mensagens satânicas, as pessoas eram ansiosas pra não ouvir a música do jeito certo. Por vezes, quando o vinil era tocado ao contrário, ferrava com o vinil e a agulha da vitrola, o que fazia a pessoa ter que comprar outro bolachão. Essa lenda urbana servia apenas para o otário estragar o vinil e comprar outro. Era um jeito inteligente e maquiavélico de vender vinis.

Letras assustadoras

É bom ler isto lembrando do 1º Item de Defesa. Várias bandas abordam temas obscuros como suicídio, morte, assassinatos, demônios, ocultismo, violência física e psicológica, tortura física e psicológica, distúbios e doenças mentais, sacrifícios humanos e outros assuntos que mantêm as tradições familiares da moral e bons costumes. Alguns exemplos de letras com referência ao satanismo/ocultismo:

Trecho de Metallica – The Prince
Angel from below, I wish to sell my soul.
Anjo das profundezas, eu desejo vender minha alma.
Devil, take my soul. With diamonds you repay.
Satanás, pegue minha alma, com diamantes você paga.
I don’t care for Heaven, so don’t you look for me to cry.
Eu não me importo com o Paraíso, então não espere me ver chorar.
And I will burn in Hell from the day I die
E eu vou queimar no Inferno no dia que eu morrer.)

Trecho de Megadeth – The Conjuring
I am the devil’s advocate, a salesman if you will.
Eu sou o advogado do Demônio, um vendedor se preferir.
Come join me in my infernal depths.
Venha se juntar a mim nas profundezas do Inferno.
I’ve got your soul! Obey!
Sua alma é minha! Obedeça!

Twisted Sister – Burn In Hell
Welcome to the abandoned land. Come on in, child, take my hand.
Bem-vindo à terra abandonada. Venha, criança, segure minha mão.
Here there is no work or, only one bill to pay.
Aqui não há trabalho, apenas uma conta a pagar.
There’s just five words to say as you go down, down, down.
Há apenas cinco palavras a dizer enquanto você cai.
You’re gonna Burn in hell!
Você vai queimar no inferno!

Não é que um cara falou uma coisa que ele vai fazer! Quem já teve ressaca entende: depois da dor de cabeça latejante o cara pensa: “Nunca mais bebo na vida!”, e bebe uma logo no dia seguinte…

Ocultismo: a mão chifrada

A mão chifrada era usada pelos vikings em louvor ao deus pagão Odin, onde os dedos indicador e mindinho levantados imitavam os capacetes usados pelos deuses nórdicos. Este símbolo depois foi popularizado por Ronnie James Dio, que segundo o cantor, havia tirado de um antigo costume de sua vó italiana que usava este sinal de mão para afastar energias ruins (um sinal tão comum quanto aquele de Santíssima Trindade que os cristãos fazem sempre que veem uma igreja). Não há nada de satânico nesse símbolo, apenas pagão.

É interessante citar alguns nomes que tem uma relação com ocultismo. Por exemplo a banda gótica Inkubus Sukkubus vem do nome de dois demônios, masculino e feminino respectivamente, que invadem o sonho das pessoas e tem relações sexuais com elas, onde no campo espiritual é como se uma pessoa fizesse sexo normalmente. A ironia é que existe uma banda de Pop Rock chamada Incubus, mas ninguém fala que é satânica. Implicância com o Rock verdadeiro é fogo! Tem também o Six Feet Under (7 palmos abaixo), Samael (marido do demônio feminino Lilith), Behemoth (monstro descrito na Bíblia Sagrada), e várias outras oriundas da Europa.

Hoje é o dia da pizza

A história da pizza

Normalmente credita-se aos italianos o desenvolvimento e disseminação da pizza ao redor do mundo. Muito desse crédito é preciso, mas o conceito de colocar coisas em pão quente data provavelmente do tempo dos homens das cavernas. A pizza atual provavelmente fez sua estréia na antiga Grécia. Os gregos assavam pães redondos (semelhantes à foccacia que conhecemos hoje) e os decoravam com uma variedade de temperos, como condimentos, óleos e outros recheios.

A palavra “pizza” significando “torta” foi cunhada por volta de 1.000 d.C, perto de Roma e Nápoles, na Itália. No século 18, a pizza tornou-se uma refeição popular e barata para a população camponesa de Nápoles. As pessoas estavam começando a se dar conta de que os tomates, que haviam sido trazidos ao Novo Mundo no século 16, não eram, na verdade, venenosos. Lá pelo final do século 18, os moradores de Nápoles – e os turistas – começaram a rechear os pães com tomates, criando assim a pizza que conhecemos hoje. Comerciantes de rua vendiam o prato nas áreas pobres de Nápoles – isso antes da abertura da primeira pizzaria, a Antica Pizzeria Port´Alba, em 1830.

Por volta de 1889, o casal real da Itália, a rainha Margherita e o rei Umberto I, “excursionaram” pelo próprio palácio. A rainha notou o enorme consumo do pão grande e plano. Ela o experimentou e adorou. A rainha então chamou ao palácio o chef Rafaelle Esposito que criou uma variedade de pizzas para ela. Em sua homenagem, ele criou uma pizza cujo recheio levava as cores da bandeira da Itália (tomates vermelhos, mussarela branca e manjericão verde). Essa pizza tornou-se a sua favorita e até hoje é conhecida como pizza Margherita. O amor da rainha por pizza também tornou-a incrivelmente popular entre seus súditos – a maioria dos membros da realeza jamais teria comido um alimento dos súditos, muito menos incentivado a sua divulgação.

A pizza apareceu no cenário americano calmamente no final do século 19 com a chegada em massa dos imigrantes italianos. Era vendida principalmente nas ruas dos bairros onde se concentravam os italianos em cidades como Filadélfia, Chicago e Nova York. Logo a pizza também começou a ser vendida em cafés e mercearias, mas manteve-se praticamente uma exclusividade dos bairros onde viviam os italianos até o final da Segunda Guerra Mundial. Naquela época, os soldados que voltavam da Itália aumentavam a demanda pelo prato. E assim a popularidade da pizza espalhou-se como um incêndio e as pizzarias começaram a aparecer por todo os Estados Unidos, seguidos rapidamente por cadeias de restaurantes como Shakey´s Pizza e Pizza Hut.

Pizza no Brasil

A pizza chegou ao Brasil trazida por meio de imigrantes italianos. O bairro do Brás, em São Paulo, foi berço das primeiras pizzarias. A primeira delas chamava-se Santa Genoveva e foi fundada em 1910 e localizava-se na esquina da Avenida Rangel Pestana com a Rua Monsenhor Anacleto, em São Paulo. A mais antiga pizzaria ainda em funcionamento é a Castelões, fundada em 1924.

Mas antes das pizzas serem comercializadas em pizzarias, elas já eram consumidas pelas ruas e eram vendidas por garotos que batiam de porta em porta anunciando o produto.

A partir de 1950 as pizzarias começaram a se disseminar por todo o Brasil e desde 1985 se comemora o Dia da Pizza, em 10 de julho.

Atualmente, São Paulo é a segunda cidade do mundo em números de pizzaria (só perde para Nova York). Ao todo são aproximadamente 6 mil pizzarias na cidade que servem uma média de 1.500.000 pizzas por dia, cerca de 43 milhões de pizzas por mês.

Desde de 10 de julho de 1985 se comemora o dia da pizza.

As fotos vi aqui e aqui

E as informações vi no ótimo HowStuffWorks

@giselecgs

 

 

Comprimento do dedo pode prever o comprimento do pênis?

Hormônios pré-natais parecem governar ambos, sugere novo estudo.Um olhar sobre o comprimento relativo do dedo indicador e do dedo anular de um homem pode ser um bom indicador do tamanho de seu pênis, de acordo com pesquisadores sul-coreanos.A chave para esta relação pode estar no útero, acrescentou a equipe.

“Durante o período fetal, altas concentrações de testosterona levam  à alta atividade testicular , resultando em uma menor proporção dos dedos”, explicou uma equipe liderada por Ho Choi Na Universidade de Gacheon Hospital Gil em Incheon. “No presente estudo, os doentes com uma relação menor entre os dedos tendem a ter um maior comprimento do pênis “.

O estudo foi publicado 04 de julho no Jornal da Ásia de Andrologia.Os pesquisadores observaram que o comprimento do pênis e a relação entre o segundo e quarto dedos nos machos são “para ser fixados no início do desenvolvimento.” Em cada caso, trata-se de um conjunto comum de genes que regulam os hormônios pré-natais (incluindo testosterona) para influenciar tanto o desenvolvimento dos membros assim como o desenvolvimento do sistema urogenital.No novo estudo, Choi e seus colegas compararam os índices dos dedos de 144 homens com idades entre 20 e coreanos mais velhos que estavam sendo tratados para a cirurgia urológica.

Em um comentário do jornal, Denise Brooks McQuade de Skidmore College, Saratoga Springs, NY, disse que os resultados do estudo “fornecem apoio convincente para uma relação entre a razão dos dedos e o comprimento do pênis.” Ela acrescentou que as descobertas podem ter valor real para a investigação sobre as condições clínicas ligadas a questões de desenvolvimento nos homens.

Mais informações aqui

@giselecgs

Ranking: inteligência canina

Saiba como foi realizada essa pesquisa aqui

@giselecgs

Biscoito da sorte

A história do biscoito da sorte surpreendentemente inicia-se oitocentos anos atrás com a figura de Genghis Khan, grande guerreiro mongol que ao estender as fronteiras de seu Império por toda Ásia chegou a dominar grande parte da China.  Esse domínio fez-se por mais de um século, até quando, mediante o enfraquecimento de seu dominador, o povo chinês iniciou sua luta pela liberdade.
Durante anos batalhas foram travadas.  Sentindo próxima a vitória, os chineses elaboraram a estratégia do ataque que finalmente os levaria à reconquista de seu território.  Esta foi magnificamente planejada mas ainda restava uma questão: como transmití-la aos inúmeros exércitos espalhados por outros inúmeros fronts sem que esta caísse em domínio dos terríveis mongóis?

Havia na época um doce chamado de “bolo da lua” cujo sabor era detestado pelos mongóis.  Valendo-se disso, os chineses colocaram os planos dentro desses bolos que foram enviados a todos generais.
Através dessa ação o povo chinês reconquistou sua autonomia, dando início à dinastia Ming (aquela mesmo, famosa por sua porcelana) e, para comemorar tal feito, anualmente os chineses passaram a trocar mensagens de felicitação da mesma forma em que as mensagens secretas foram enviadas, dentro do que pode ser chamado de “bolinhos da vitória”.

As informações são daqui

E a foto vi aqui

@giselecgs

 

Instintos Sexuais Humanos

 

@larissaomfaria

A Ciência do Sex Appeal

@larissaomfaria

Ping-pong-ball

Daqui

@giselecgs

Como se diz cérebro em várias línguas

Inglês: BRAIN

Francês: CERVEAU

Alemão: GEHIRN

Italiano: CERVELLO

Espanhol: CEREBRO

Dinamarquês : HJERNE

Holandês : BREIN

Finlandês: AIVOT

Havaiano: LOLO

Indonésio: OTAK

Turco: BEYIN

Húngaro: AGY

Tcheco: MOZEK

Esperanto: CERBO

Foto daqui

Fonte

@giselecgs

Cérebro fica mais ativo em interações com pessoas do mesmo status social

Nosso cérebro tende a ficar mais ativo quando nos relacionamos com pessoas que julgamos pertencer a um nível socioeconômico semelhante ao nosso, dizem especialistas do Instituto Nacional de Saúde Mental, nos Estados Unidos.

Os especialistas dizem que este comportamento é determinado pela percepção que as pessoas têm das outras à sua volta. Seu trabalho foi publicado na revista científica Current Biology.

Estudos anteriores já haviam constatado que macacos se comportam desta forma, mudando seu comportamento em interações com outros macacos de acordo com sua percepção da posição do outro animal no grupo.

Como parte do experimento, 23 pessoas com diferentes níveis sociais receberam informações sobre outros indivíduos também com status sociais variados.
A equipe usou exames de ressonância magnética para medir a atividade na região do cérebro conhecida como striatum ventral, associada à sensação de prazer.

Os cérebros dos participantes que achavam ser de status social e econômico mais alto apresentaram maior atividade em relação a outros indivíduos tidos como do mesmo nível. Cérebros de voluntários com status mais baixo ficaram mais ativos em resposta a indivíduos percebidos como de status semelhante.

“A forma como interagimos e nos comportamos em relação às pessoas que nos cercam é determinada, com frequência, pelo seu status social em relação ao nosso”, disse a responsável pelo estudo, Caroline Zink.

“Portanto, informações sobre status social são muito importantes para nós”.

A especialista acrescentou que status socioeconômico não se baseia somente em dinheiro, mas pode também incluir fatores como habilidades, proezas e hábitos.

Comentando o estudo, a psicóloga Jane McCartney, membro da British Psychological Society, disse:

“As primeiras avaliações (que fazemos do outro) são muito importantes para todos, porque estão associadas a status, aparência e dinheiro”.

“Trata-se de decidir se esta pessoa é do mesmo status e o que você precisa fazer para assegurar que ela sabe que você é de um nível igual”, disse McCartney.

Segundo a psicóloga, a avaliação também tenta determinar que papel a outra pessoa pode ter na sua vida.

Fonte: BBC Brasil

@larissaomfaria

Entradas Mais Antigas Anteriores Próxima Entradas mais recentes

"Um simples cérebro, sendo bem mais longo do que o céu, pode acomodar confortavelmente o intelecto de um homem de bem e o resto do mundo, lado a lado." Emily Dickinson
"Deve-se ler pouco e reler muito. Há uns poucos livros totais, três ou quatro, que nos salvam ou que nos perdem. É preciso relê-los, sempre e sempre, com obtusa pertinácia. E, no entanto, o leitor se desgasta, se esvai, em milhares de livros mais áridos do que três desertos." Nelson Rodrigues
"Cada um pense o quiser e diga o que pensa" Espinosa
"O animal satisfeito dorme" Guimarães Rosa
%d blogueiros gostam disto: