Cérebro na arte Renascentista

Especula-se que os mestres do Renascimento esconderam em suas obras imagens anatômicas do cérebro, dentre esses artistas estão Michelangelo e Gerard David.
Durante o Renascimento os estudiosos tomaram como confiáveis as ciências e assim a anatomia humana adquiriu uma importância fundamental.Mas os artistas eram mantidos pelo clero religioso, então como poderiam demonstrar em sua arte a ciência ao invés da religião?A ideia é que eles esconderam a anatomia em suas obras.
Há 21 anos Meshberger notou como a “Criação de Adão” representadas na Capela Sistina mostra Deus rodeado por uma cortina que tem a forma do que ele acreditava ser a seção sagital de um cérebro humano.A interpretação desta cena dada por Meshberger é que Deus, no processo de criação de Adão, lhe dá o dom do “intelecto”, simbolizado pelo cérebro.

Outro exemplo é a pintura de Gerard David : “Transfiguração de Cristo” que se assemelharia a uma secção coronal do cérebro.

Será tudo isso apenas coincidência?

Daqui,Daqui e Daqui também

Os artigos podem ser encontrados nos links abaixo:

An interpretation of Michelangelo’s Creation of Adam based on neuroanatomy

Brain ‘imaging’ in the Renaissance

@giselecgs

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

"Um simples cérebro, sendo bem mais longo do que o céu, pode acomodar confortavelmente o intelecto de um homem de bem e o resto do mundo, lado a lado." Emily Dickinson
"Deve-se ler pouco e reler muito. Há uns poucos livros totais, três ou quatro, que nos salvam ou que nos perdem. É preciso relê-los, sempre e sempre, com obtusa pertinácia. E, no entanto, o leitor se desgasta, se esvai, em milhares de livros mais áridos do que três desertos." Nelson Rodrigues
"Cada um pense o quiser e diga o que pensa" Espinosa
"O animal satisfeito dorme" Guimarães Rosa
%d blogueiros gostam disto: